Processo de produção:


1. Viveiro de Mudas

O café é uma cultura perene e o bom cafezal depende de uma boa muda. As sementes precisam ser bem escolhidas de acordo com cada variedade, analisando desde a sua adaptação à região, clima, topografia e espaçamento desejado.

A semeadura é feita nos meses de junho e julho para que as mudas estejam prontas para o plantio na mudança do ano, entre os meses de dezembro e janeiro.


2. Plantio

O plantio do café deve acontecer no período das águas. Quanto mais estiver exposta à a chuva, melhores são as condições para que se forme uma lavoura uniforme e mais precoce. O plantio é feito manualmente.


3. Formação da Lavoura

Há algum tempo as lavouras levaram cerca de 4 anos para estarem plenamente formadas. Hoje, com a adubação correta, controle de pragas e mato, as lavouras estão mais precoces e é possível obter uma boa produção com 30 meses.


4. Florada

A florada do café é um espetáculo único. Lavouras inteiras cobrem o verde de branco entre os meses de agosto e novembro. Neste período podemos sentir o agradável aroma de jasmim exalado pelas flores brancas.


5. Maturação

A maturação ocorre cerca de 8 meses após a florada, variando entre os tipos de planta, que apresentam períodos de maturação um pouco diferentes. No caso da Fazenda Vitória colhe-se primeiro o café Mundo Novo e em seguida o Catuaí, que possui maturação mais tardia.


6. Colheita

Cerca de 80% da colheita da Fazenda Vitória é mecanizada e os outros 20% são feitos manualmente. Após ser colhido diretamente no pano, para evitar contato com o solo. A colheita do café é um importante fator social regional, uma vez que emprega muitos trabalhadores de maneira direta e indireta.


7. Lavagem

O café que vem da lavoura segue para a caixa de recebimento, de onde será encaminhado para a lavagem e separação, distinguindo os grãos em café natural, cereja descascado e verdade.


8. Secagem

Os grãos separados são espalhados nos terreiros, dispostos em camadas extremamente finas, para garantir boa aeração e evitar a fermentação. Alí o café é revolvido cerca de 20 vezes ao dia. Alí o café permanece até que a umidade interna dos grãos atinja o nível de 11%.


9. Beneficiamento

Beneficiar o café consiste em retirar a casca do café natural e o pergaminho do café cereja e descascado, produzindo grãos de qualidade, sem defeitos e imperfeições, livre de impurezas.


10. Classificação e degustação

Amostras de cada lote de café são retiradas, classificadas e identificadas antes de serem enviadas para comercialização, garantindo a qualidade do produto.


11. Armazenamento

Após todo este processo o café é acondicionado em sacos de juta e em pilhas, dentro dos armazéns.

Rodovia Alfenas/Fama, Zona Rural – Alfenas/MG – CEP 37130-000
e-mail: informacoes@fazendavitoria.agr.br - telefone: (35) 3291-3852